Wildcards – O que é? Como usar?

0 Flares 0 Flares ×

Sejam bem vindos jogadores! No artigo de hoje abordaremos os wildcards, um dos pontos mais controversos da economia de Magic The Gathering Arena, e qual a melhor forma utiliza-los para construir seus decks e sua coleção.

O que são os Wildcards?

Wildcard é como se fosse uma carta coringa, que você pode trocar por qualquer carta da mesma raridade. Em Magic the Gathering Arena não existe uma maneira de trocar cartas com outros jogadores, como acontece no Magic de papel, e também não existe um sistema de pó (dust) como em outros card games. Portanto as wildcards foram criadas para substituir esse sistema.

Cada wildcard possui uma raridade e só pode ser “trocada” por uma carta da mesma raridade. A escolha da utilização desse sistema foi explicado pelos desenvolvedores do jogo que eles não desejam que os jogadores tenham que avaliar sempre o que se desfazer como é comum em sistemas de pó para criar cartas. Magic the Gathering é sobretudo um jogo colecionável de cartas portanto os desenvolvedores querem que os jogadores colecionem e se divirtam com a sua coleção.

Como conseguir Wildcards?

Em Magic the Gathering Arena há apenas duas maneiras de se adquirir Wildcards, a primeira é abrindo boosters. A cada booster que você abrir há uma porcentagem de chance (não revelada) de que uma wildcard possa vir no lugar de uma carta da mesma raridade (portanto não acontecerá de você ter sorte e abrir uma carta rara ou mítica e uma wildcard rara ou mítica no mesmo booster.

A segunda maneira de se conseguir ao abrir a vault (detalhes sobre a vault serão explicados em um post futuro), onde você ganha praticamente um booster de wildcards (3 wildcards incomum, 2 wildcard rara e 1 wildcard mítica rara).

Dicas de como usar as suas wildcards

1 – Defina os seus gostos

Primeiramente você deve definir qual o seu estilo de jogo (aggro, control, midrange?), com quais cores de deck você mais se identifica? Ao definir as suas preferencias pessoas busque decks que se adequem ao seu estilo e faça uma listas das cartas que te faltam para criar o deck.

2 – Faça o playset de cartas chaves do deck

Todo deck possui suas cartas chaves, e elas são fáceis de se identificar, geralmente são as cartas mais fortes do deck e que te fazem ganhar o jogo. Identificar essas cartas é o que trará resultados para você, principalmente no início.

Em Magic the Gathering dizemos que se você possui quatro cópias de uma determinada carta, você possui o playset. Portanto não gaste suas wildcards criando cartas secundárias ou que podem ser substituídas por outras com a mesma função. Foque nas cartas chaves do seu deck e se certifique de criar um playset delas o quanto antes, assim você obterá mais vitórias.

Ao possuir um playset de cartas chaves do seu deck, você irá comprá-las com mais frequência e isto tornará o seu deck mais consistente e forte. Lembre-se que é melhor gastar wildcards raros para completar o seu deck, do que gastar várias comuns e incomuns para fazer substituições fracas. Caso você não possua uma boa base de cartas chaves para montar o seu deck, é melhor não jogar com ele ou você irá perder muitas partidas e ranks.

3 – Favoreça cartas de desenvolvimento de jogo, não finalizadores

Ao analisar as cartas chave do seu deck, leve em consideração cartas de começo de jogo e remoções, verifique as cartas que irão desenvolver o seu jogo, pois um jogo nunca chegará ao late game se você não conseguir desenvolver o seu jogo até ele.

Então se tiver que escolher entre gastar uma wildcard para fazer uma carta de finalização ou uma de desenvolvimento de jogo, priorize a carta de desenvolvimento de jogo.

Se você estiver em dúvida quais as cartas de desenvolvimento de jogo, analise o deck que você deseja montar e observe quais cartas permitem que a estratégia de jogo seja desenvolvida (compra de cartas, remoções de mesa, counter spell, dano direto…etc), entenda que não estamos só falando de feitiços, cartas como Champion of Wits possuem efeitos que ajudam a desenvolver o seu jogo, pois possuem habilidades de um feitiço com o benefício de ser uma criatura.

4 – Busque por cartas flexiveis

Quando você for gastar uma wildcard procure criar cartas flexíveis que podem ser utilizadas em mais de um deck, isso ajudará a você variar de deck de vez em quando, principalmente no início onde você estará gastando todos os seus recursos para criar um deck (e jogar sempre com o mesmo deck pode ser chato).

Procure por outros deck que utilizem a mesma cor ( e de preferência a mesma estratégia) e veja as cartas que eles possam ter em comum. Um bom exemplo é o Llanowar Elves, que entram em decks Monogreen, RG Dinos/Monster, Golgari e UG.

Muitas vezes esse tipo de card são cartas chaves ou de desenvolvimento de jogo, o que já vimos nos items 3 e 2 que são importantes na hora de decidir qual carta criar com suas wildcards.

5 – Compre boosters de apenas 1 set/bloco

Os blocos de Magic the Gathering são temáticos, e muitas vezes alguns decks possuem em sua maioria cartas de apenas um set ou bloco. Veja a lista do deck que você deseja montar e identifique de qual set/bloco há mais cartas e investe neles.

Ao comprar boosters de apenas um set lhe trará 2 benefícios: o primeiro será conseguir as cartas que você precisa sem precisar gastar as suas wildcards. O segundo é que você irá abrir mais cartas repetidas à medida que você for completando a sua coleção, e isso fará acelerar a sua vault para você ganhar wildcards e usá-las criando as cartas que você precisa de outras coleções.

6 – Não gaste seus wildcards criando terrenos (no início)

Deixe para gastar seus wildcards com terrenos por último. Não adiantará nada ter os terrenos de duas cores raros, se você não tem as cartas chave do seu deck. Foque em ter todas as cartas do seu deck primeiro, por fim crie os terrenos, pois eles irão te ajudar a curvar melhor além de ajustar a sua curva de mana (acredite! Um terreno que entra virado no turno 2 ou 3 pode definir a sua derrota na partida!).

7 – Não faça decks pela metade (ou não crie cartas aleatórias)

Um erro de muitos jogadores iniciantes é começar a gastar suas wildcards de forma aleatória, ou seja, criando qualquer carta que acham que seja forte e de diversas cores. Isso fará que você não consiga ter um deck completo e dificilmente conseguirá ter um deck competitivo para jogar um evento ou a rankeada.

Guarde seus wildcards para usar sabiamente, muitas vezes é tentador gastá-los só porque eles estão disponíveis, mas esse é um erro pois o meta pode mudar, então deixe acumular algumas wildcards se você não tiver o suficiente para criar pelo menos a base de um deck.

Espero que após ler esse artigo as suas dúvidas sobre as wildcards tenha sido explicadas e que com as nossas dicas você consiga utilizar as suas wildcards de uma maneira mais efetiva. Se ainda tiver alguma dúvida, deixe nos comentários para que possamos te ajudar!

Se você gostou desse artigo não deixe de compartilhar em suas redes sociais para que os seus amigos também tenham acesso ao nosso conteúdo e não se esqueça de curtir a nossa página no facebook para receber todas as novidades de Magic the Gathering Arena!

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Reddit 0 Email -- 0 Flares ×